Acesso à informação

Energia limpa para fortalecer nossa indústria

Na indústria, o Gás Natural é utilizado como combustível para fornecimento de calor, como matéria-prima em vários setores: químicos, metalúrgico, plástico, cerâmico, farmacêutico, têxtil, na geração de eletricidade e projetos de co-geração.

A utilização de gás natural na indústria vem proporcionando benefícios significativos para o meio ambiente, além de diminuir o custo operacional com manutenção de máquinas, transporte e armazenamento de combustível. O gás natural proporciona a otimização do uso de matérias-primas e conseqüente melhora nos processos de produção; aumenta a segurança, a eficiência dos equipamentos e a qualidade do produto final.

O gás natural pode substituir com eficiência qualquer combustível sólido, líquido ou gasoso. Oferecendo uma queima limpa e uniforme, é ecologicamente correto, contribui para uma maior produtividade e para a melhoria dos padrões ambientais, aumentando a competitividade das empresas usuárias nos mercados mais exigentes.

Devido as suas características, o Gás Natural não necessita de aquecimento antes da combustão, o que possibilita o controle preciso da temperatura, assegura a combustão com menor excesso de ar, além de poder se manter constante a relação da mistura ar/gás nas variações de vazão e permitir a queima direta, mesmo em processos que exigem rígido controle de qualidade do produto, como acontece na produção de cerâmica, na fabricação de vidro, alimentos, têxtil e indústria de papel e celulose.

Informações técnicas

Combustível P.C.S.
Gás Natural 9.400 Kcal/m3
GLP 11.750 Kcal/kg
Diesel (litros) 9.159 Kcal/l
Diesel (quilos) 10.750 Kcal/kg
BPF 9.980 Kcal/kg

Transformações Práticas

1 Kg de BPF 1,06 m3 de Gás Natural
1 Kg de GLP 1,25 m3 de Gás Natural
1 Kg de Diesel 1,14 m3 de Gás Natural
1 Lt de Diesel 0,97 m3 de Gás Natural

Vantagens

  • Melhor qualidade dos produtos fabricados;
  • Redução dos custos com manutenção;
  • Oferece uma relação custo x benefício muito atraente;
  • Combustão limpa, com baixa emissão de poluentes;
  • Melhor rendimento nos processos de queima do combustível;
  • Eliminação das perdas, devido ao sistema de distribuição;
  • Aumenta a vida útil dos equipamentos que o utilizam;
  • Reduz o tempo de parada das máquinas para manutenção ( o que garante continuidade da produção);
  • Não está sujeito a quedas de energia (que podem causar danos aos equipamentos, como acontece com a eletricidade);
  • Por ser mais leve que o ar, facilita a dispersão em caso de vazamento, reduzindo riscos de acidentes provocados por combustão;
  • Pelo fato de reduzir os riscos com acidentes reduz os custos com seguro;
  • Só é pago após o seu consumo;
  • Possui alto rendimento térmico.
Indústria Automobilística Alimentos e bebidas Alumínio Química Vidro Têxtil Siderúrgica Borracha Metalúrgica Cerâmica Papel